quinta-feira, 5 de maio de 2016

Ave, Aparecida



Começa a construção do campanário projetado por Niemeyer no Santuário Nacional de Aparecida, em São Paulo
Um dos últimos do arquiteto, projeto é formado por duas torres e 13 sinos, pesando, ao todo, cerca de 285 toneladas
Luísa Cortés, do Portal PINIweb
5/Maio/2016






Começou a ser instalada na última quarta-feira (4) a estrutura do novo campanário do Santuário Nacional de Aparecida, em Aparecida do Norte, interior de São Paulo. Esse é um dos últimos projetos de Oscar Niemeyer. A peça de 97 toneladas foi construída no Brasil, mas teve seus cálculos de obra feitos em parceria com uma empresa norte-americana.

O projeto é formado por duas torres, sendo a mais alta de 37,5 metros de altura, apoiadas numa base, também de concreto, de 9 metros por 20 metros. Com 13 sinos, o conjunto deve pesar cerca de 285 toneladas.

"Depois da etapa de sustentação do campanário, nós temos outras, como a da ferragem, que vai envolver a estrutura modular metálica; a fôrma; e a concretagem”, explicou ecônomo do Santuário Nacional, Pe. Daniel Antonio da Silva.

Os 13 sinos que compõem o campanário seguem a tradição católica de que o objeto deve ser dedicado a um santo. Desta forma, 12 são em homenagem aos apóstolos e um é dedicado à Virgem de Aparecida e a São José. O funcionamento dos sinos acontecerá de duas formas: através de toques comuns ou de reproduções musicais personalizadas por meio de um teclado próprio para a função.

O primeiro sino ficará a 8 metros da base e pesará 2.500 kg, enquanto o último, a 30 metros do chão, pesará 162 kg. Todos os 13 foram confeccionados na Holanda, e estão em exposição até a conclusão da construção.

A obra deve ser finalizada em outubro, a tempo do ano jubilar de comemorações pelos 300 anos do encontro da imagem de Nossa Senhora Aparecida no rio Paraíba do Sul.